AUG TELLEZ NO CANAL FLORESCER DA CONSCIÊNCIA JAPAN

Vídeo com Aug Tellez, Gislene Nogueira, Antônio Chagas e Helena Yukari

Excertos da entrevista com Aug Tellez no canal Florescer da Consciência - Japan, em 17 de setembro de 2017.


2:11:33

O Verdadeiro amor está além da fisicalidade, é um sinal da essência, que se expressa em espírito.

Eles (a máquina, os invasores) reconhecem a atração entre duas pessoas apaixonadas, mas não conseguem compreender o que isso significa, eles têm que conectar esse fenômeno a alguma mudança material.

Para eles, o envolvimento em uma relação amorosa serve somente para dividir contas a pagar, ou para não ficar sozinho (porque eles têm medo de ficarem sozinhos, pois não poderiam se reproduzir).

Eles não conseguem, portanto, compreender o amor senão sob essa ótica limitada, não conseguem entender o amor para além do senso físico.

Então, eles usam essa possibilidade para atrair pessoas e, então, aprisiona-las nessa realidade paralela e na inconsciência. Eles só podem juntar, nada mais.

Então, eles poderiam criar uma pseudo experiência "de paixão", em que tentam recriar aquele padrão, e usar esse padrão para promover seu próprio programa para manipular e controlar pessoas.

O que eles fazem é criar um cenário em que a pessoa é atraída a mergulhar cada vez mais fundo na ilusão e, consequentemente, a pessoa fica presa em realidades paralelas, onde há inconstância.

Eles só podem configurar, não podem, realmente, criar muito mais.

Onde entra a "mordida álien do amor" é quando essa facção demiúrgica ― esses seres da camada inferior (que são considerados basicamente como uma força-tarefa dessas facções obscuras de Inteligência Artificial, do Demiurgo, desses parasitas interdimensionais áliens ou como quisermos chamá-los) ― eles criam seres que são como guardiões desse "show sujo" e lamentável.

E é quando esses agentes podem abduzir um indivíduo --- há certas "terapias" químicas, genéticas, memórias inseridas, cenários virtuais simulados, todo tipo de programas podem ser "rodados" para criar uma pseudo atração, uma pseudo afeição em direção a alguma pessoa relativa (próxima ou ligada) ao abduzido.

E tudo isso é configurado de modo a impedir que o envolvimento entre ambos siga um padrão natural, que os poderia levar a um nível superior de conscientização. Geram apenas distração.

Então, são apenas distrações, que afetam/envolvem algumas partes do cérebro e do corpo, e da vida de uma pessoa, e que promovem esse tipo de resposta romântica, quando tudo, na verdade, não passa de algo artificial.

O mesmo ocorre com este senso de despertar espiritual, essas coincidências organizadas/orquestradas que, aparentemente, promovem um "despertar", mas que, na verdade, são 100% guiadas por esses seres insectóides interdimensionais que se alimentam de hormônios humanos, para bem ser sincero.

Eles usam isso nas pessoas, seja para manipular, seja para levá-las a certos "caminhos", como algo do tipo escravidão ou opressão.

2:14:54 - Aug diz que agentes (como ele) podem realmente utilizar esse tipo de efeito em certas ocasiões. Que tudo isso já foi estudado e experimentado.

As memórias e a atração geral podem ser utilizadas. O que se chama de "mordida do amor" é a síndrome do Estocolmo, em que uma pessoa adora seu algoz, ou se mantém refém (voluntariamente).

É algo tão delicadamente criado, que vai além de uma relação "policial bom / policial mau", "pai bom / pai mau" etc. É algo criado de forma que retira da pessoa qualquer questionamento intelectual ou emocional que a possibilitasse resistir.

É como se o algoz estivesse ajudando a vítima de verdade, já que a outra opção seria expor a pessoa a esses seres (insectóides), o que seria dez vezes pior.

No entanto, para colocar tudo isso ("a mordida alien do amor") na nossa realidade, todos os dias bilhões de pessoas são abusadas por aqueles em que elas votam, por pessoas a quem pagam, exatamente da mesma forma que pessoas seriam mantidas reféns por maquinaria pesada (tecnologia etc), pois (esses líderes) dizem "você não pode fazer isso ou aquilo", ou "você não pode ter isso ou aquilo outro", "a menos que você se ofereça a dar a você mesmo"; "e, se você se recusar, eu enviarei pessoas armadas que apontarão suas armas em sua direção e colocarão você em uma caixa".

E eles (as pessoas que vivem "voluntariamente" sob esses governantes abusivos) zombam de você, você sabe, torcem os seus narizes à Coréia do Norte, onde a população "adora a seu grande líder". Mas fazem a mesma coisa sob diferentes "bandeiras", diferentes "cores".

É a mesma coisa, uma manipulação psicológica. A atração entre as pessoas é usada pela máquina dessa maneira, para criar a realidade que a máquina quer.

Eles descobriram o seguinte: que eles gastariam muito dinheiro matando muita gente, e que eles poderiam ser mais eficientes se, ao invés disso, fizessem as pessoas amá-los. Então, fazem um grande show, um grande engano, e podem, então, fazer com que todos apoiem, "de coração", sua própria escravidão, e isso é no que se tornou esse grande roubo/obliteração de memórias e sistema de programação mental.

E isso reflete basicamente esse pessoal interdimensional cego.

2:22:38

Eles (os controladores) fazem as pessoas pensarem que essa realidade paralela, aqui e agora, é onde elas querem estar, e isso se estende ao ponto em que pessoas são apanhadas, suas mentes são apagadas e elas são alocadas nesta realidade paralela; então, esse programa é rodado e elas aceitam que essa é a realidade que sempre existiu, e isso ocorre numerosas vezes.

2:26:10

Como sair da matrix?

Nesse sistema, se você não escolhe, o sistema escolhe você e te "cospe" em uma realidade aleatória, te levando aos padrões de interesse dos criadores do próprio sistema.

Alguns delinquentes criaram esse sistema e, então, saíram. Deixaram essa "armadilha de peixes" para pessoas.

No entanto, existem falhas nesta armadilha, que você pode descobrir, e isso foi algo que foi descoberto, uma solução alternativa, uma lacuna (porque nenhum sistema é perfeito, já que, se fosse perfeito, nem mesmo existiria). O sistema existe porque há uma margem de manobra, um ponto onde algo pode falhar, e estamos atingindo isso.

A ideia é: ele (o criador da "armadilha") irá buscar a realidade que está próxima àquela que ele deixou (quando abandonou a armadilha), ao ponto onde ele possa impulsioná-la e movê-la para uma realidade que seja exatamente a mesma realidade, ou outra tão similar, que as diferenças seriam negligenciáveis, o que terminaria acontecendo. E isso é, realmente, como "um monte" de operações funcionam, e isso é para onde a humanidade simplesmente foi em 2012.

Você sabe, a menos que você tivesse um sistema de gravação de memórias que te mostrasse o passado, que te mostrasse o que aconteceu, ou a menos que você conseguisse acessar o nível da alma, as pessoas não se lembrariam (de nada), e isso foi o que aconteceu.

Ele (o criador do sistema) entrou em uma realidade que é praticamente a mesma daquela da qual ele partiu, e ele se fundiu com ela, e é assim que isso funciona.

Ele acordou nessa realidade similar, mas essa realidade simplesmente não havia se "quebrado" (reiniciado), e ele acordou no seu corpo, como se fosse num sonho-lúcido, em que um segundo antes de ele fazer a guinada correta onde o carro bateu nele (dentro desse devaneio, ou alucinação psicótica, ou o que se quiser chamar isso), como se isso nunca tivesse acontecido.

E ele entrou em uma experiência psicodélica interdimensional sobre a qual os antigos escreveram por centenas de milhares de anos, e sobre a qual não se poderia falar fora das sociedades secretas, porque está além da situação vida-ou-morte.

O grupo não seria compreendido caso essa informação viesse a público, e a população poderia querer destruir esse grupo que é a única chave para a humanidade sair dessa situação.

Nos dias atuais, simplesmente há poder suficiente para demonstrar às pessoas o que realmente está se passando. Há "soft disclosure" (revelação "por alto", indireta) no filme "The Discovery" ("A Descoberta", 2017 - o filme está no Netflix) ou o que eu escrevi no meu blog, que fala como tudo isso funciona.


Voltar: